Internacional

Autoridade Palestiniana pede à UE para reconhecer "rapidamente" o Estado da Palestina

Apelo foi feito hoje aos membros da União Europeia

O líder da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, reuniu-se hoje com  a chefe da diplomacia da UE, Federica Mogherini, e os ministros dos Negócios Estrangeiros dos 28 Estados membros num almoço de trabalho à margem da reunião mensal, em Bruxelas. O mesmo já tinha acontecido com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, a 11 de dezembro.

"Consideramos a UE como um verdadeiro parceiro e amigo e, por essa razão, apelamos aos Estados membros que reconheçam rapidamente o Estado da Palestina", afirmou Mahmud Abbas.

"Não há qualquer contradição entre um reconhecimento e o reinício das negociações" com Israel, defendeu o presidente da Autoridade Palestiniana.

Atualmente, apenas nove Estados membros da UE reconhecem a palestina como Estado independente - Suécia, República Checa, Eslováquia, Hungria, Polónia, Bulgária, Roménia, Malta e Chipre.