Sociedade

Mulher detida por não respeitar regras da ASAE

Alimentos já se encontravam em "estado de decomposição e putrefação". 

A mulher em questão tem um estabelecimento comercial, que foi mandado encerrar por não cumprir os requisitos obrigatórios de higiene, impostos pela ASAE, mas mesmo assim decidiu não acartar com a decisão e voltou a reabrir o espaço sem autorização.

A GNR deteve, através do Comando Territorial de Castelo Branco, uma mulher de 68 anos, no concelho da Sertã, por esta não ter cumprido uma decisão da Autoridade de Saúde Alimentar e Económica (ASAE).

A ASAE detetou que o estabelecimento comercial da mulher tinha alimentos “em decomposição e putrefação”, bem como produtos fora da validade e suscetíveis de criar perigo para a saúde”, esclarece o comunicado enviado pela ASAE.

Durante a ação de fiscalização foram apreendidos “35 artigos alimentares, muitos deles com larvas e baratas” e que acabaram por ser “destruídos, após análise do veterinário municipal”.

Além disso, a ASAE verificou anda que a mulher detida já tinha sido notificada, no dia 5 de dezembro de 2017, pela mesma autoridade de Castelo Branco, para suspender a atividade comercial de venda de bens alimentares. Contudo não cumpriu a determinação e acabou por ser detida.

A mulher foi constituída arguida e sujeita a termo de identidade e residência.