Sociedade

Supernanny. MP abre inquérito contra a SIC por desobediência

A Procuradoria-Geral da República abriu um inquérito contra a SIC. Em causa está o primeiro episódio do programa Supernanny.

O Ministério Público abriu um inquérito a propósito do primeiro episódio do programa da SIC Supernanny, de forma a “investigar factos suscetíveis de integrarem o crime de desobediência”.

Num comunicado citado pelo Observador, a PGR explica que já instaurou um inquérito “na sequência da certidão enviada pela CPCJ de Loures”. A investigação decorre no DIAP, em Lisboa.

Na semana passada, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Loures quis que a SIC retirasse do ar as imagens do primeiro episódio do programa, tendo sido enviada, em articulação com o MP, uma carta registada à estação de Carnaxide em que lhe dava um prazo de 48 horas para o fazer, noticiou o Expresso na altura.

A ordem foi enviada na quinta-feira de manhã, e inclui o episódio e todas os vídeos promocionais e repetições do programa, na televisão, internet, plataformas de streaming ou redes sociais. No entanto,as imagens não foram retiradas e, portanto, a SIC poderá agora enfrentar uma acusação do crime de desobediência.