Internacional

Homem que matou 49 mulheres lamentou apenas não ter chegado às 50 vítimas

Homem foi condenado a prisão perpétua

Robert Pickton, um criador de porcos, matou 49 mulheres, no Canadá, mas confessou que o seu único arrependimento foi não ter conseguido arredondar o número de vítimas para 50.

O assassino foi condenado a prisão perpétua pela morte de seis prostitutas, em 2007 e ainda acusado pela morte de mais de 20 mulheres.

Segundo o documentário exibido pela CBS, na prisão, a um polícia infiltrado, confessou ter matado 49 mulheres, mas que a única coisa que lamentava era não ter conseguido chegar às 50 vítimas.

“Apanharam-me porque fui estupidamente desleixado. Ia matar mais uma, completar um número redondo, o 50”, confessou ao seu colega de cela.

Robert confessou que matou quase 50 mulheres, desmembrando os seus corpos e, chegando mesmo a vender restos humanos a várias pessoas.