Internacional

Madrid recorre ao TC para travar investidura de Puigdemont

Governo espanhol considera que o catalão "não está em condições de se apresentar como candidato"

O Governo espanhol revelou esta sexta-feira que irá apresentar um recurso no Tribunal Constitucional para impugnar a proposta do presidente do parlamento da Catalunha , que sugere Carles Puigdemont para a presidência do executivo catalão.

Segundo a imprensa espanhola, a vice-presidente do governo espanhol, Soraya Sáenz de Santamaría, afirmou hoje, em conferência de imprensa, que Puigdemont "não está em condições de se apresentar como candidato, (...) uma pessoa que está a ser procurada pela polícia" não pode ser investido.

Este recurso irá avançar mesmo com o parecer desfavorável do Conselho de Estado: este organismo – que é o supremo órgão consultivo do executivo espanhol – considera que não há razões para impugnar a candidatura de Carles Puigdemont.

Recorde-se que, no início da semana, o novo presidente do parlamento catalão, Roger Torrent, propôs o nome de Puigdemont para a liderança da Governo da Catalunha. esta decisão surgiu após uma reunião com todos os partidos com assento na assembleia regional. Os partidos independentistas têm a maioria dos assentos no parlamento na Catalunha.

Puigdemont é acusado de rebelião, sedição e peculato. Em causa está a tentativa de tornar a Catalunha independente. Se regressar a Espanha, será detido, mas os serviços jurídicos do parlamento regional já defenderam que uma investidura à distância seria contrária ao que defende a Constituição.