Politica

Centeno investigado por recebimento indevido de vantagem

Crime é punível com um máximo de cinco anos de prisão.

Mário Centeno é suspeito de recebimento indevido de vantagem, avança o Expresso.

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, terá pedido ao ministro das Finanças para acelerar ou conseguir a isenção de IMI para um prédio do filho, Tiago Vieira. Depois, Mário Centeno pediu dois bilhetes para um jogo do Benfica na bancada presidencial.

O Ministério Público está a investigar se há alguma relação entre os dois pedidos.

O recebimento indevido de vantagem é um crime punível até cinco anos de prisão, escreve o semanário.

Recorde-se que na sexta-feira o Ministério das Finanças foi alvo de buscas por parte da Polícia Judiciária e do Ministério das Finanças.