Internacional

Brasil. Temer quer que Lula seja “derrotado nas urnas”

"A figura de Lula é de muito carisma, não dá para dizer que ele está morto politicamente", argumenta o presidente brasileiro.

Michel Temer afirmou esta segunda-feira que prefere que Lula da Silva concorra à presidência para que possa ser “derrotado nas urnas” e considerou que o ex-presidente brasileiro é uma figura de tal maneira carismáticas que é impossível dizer que não tem futuro político.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, sediada em São Paulo e citada pela revista "Veja", o atual presidente brasileiro – que já disse que não se recandidatará ao cargo em março – argumentou que “de certa forma, a não participação de Lula na eleição cria tensão no país”.

“A figura de Lula é de muito carisma, não dá para dizer que ele está morto politicamente” lançou ainda Temer, que sucedeu a Dilma Rousseff, de quem foi aliado e vice-presidente antes de diluir a coligação e precipitar o seu impeachment.

Lula da Silva apresentou a sua candidatura à presidência na semana passada, um dia depois de ter sido condenado pela segunda vez e em recurso no caso do apartamento Tríplex que lhe terá sido oferecido como suborno pela construtora OAS, envolvida na Lava-Jato.

Temer, por sua vez, tem sobre ele pendentes os processos de suspeita de corrupção, também no âmbito do caso Lava-Jato, por aparentemente ter ordenado o pagamento de subornos a aliados políticos e possíveis delatores no esquema de corrupção da Petrobras.