Sociedade

Caso Rangel. Foram detidas cinco pessoas e já há vários arguidos

Na Operação Lex investiga-se um esquema de alegado tráfico de influências que terá como personagem central o juiz desembargador Rui Rangel

A Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária confirmou ao final da manhã a detenção de cinco pessoas. A investigação, que resultou de uma certidão extraída do caso Rota do Atlântico, foi denominada “Operação Lex”.

No total foram “detidos quatro homens e uma mulher, sendo dois advogados e um terceiro oficial de justiça, e constituídos vários arguidos”.

Na operação estiveram envolvidos cerca de 150 elementos da Polícia Judiciária.

A PJ refere em comunicado que os detidos irão agora “ser presentes à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas”.