Sociedade

Governo. Ministro da Educação afirma que “não há falta de auxiliares” nas escolas

Tiago Brandão Rodrigues aproveitou ainda a ocasião para revelar que o Governo reforçou os estabelecimentos de ensino com “2.500 assistenciais operacionais”.
 


“Não há auxiliares em falta. Houve uma nova portaria de rácios assinada por este Governo tal qual como estava comprometido no Orçamento de Estado de 2017.Os procedimentos iniciaram-se com o reforço importante na educação pré-escolar e para os alunos com necessidades educativas especiais. Nestes dois anos podemos reforçar as escolas com 2.500 assistenciais operacionais", afirmou o ministro.

Tiago Brandão Rodrigues falava à margem da inauguração da empreitada de reabilitação da escola secundária de Ponte de Lima e, aproveitou a ocasião para garantir que houve reforço nos estabelecimentos nos últimos tempos.

"Nos dois anos de legislatura, o Governo desprecarizou de 3.000" assistentes operacionais que tinham contrato de emprego de inserção e agora têm contratos de trabalho reais".

"Neste momento, todo o processo está desbloqueado, desde setembro, e os auxiliares estão nas escolas a fazer o seu trabalho como parte integrante e absolutamente fundamental das nossas comunidades educativas", garantiu o ministro da Educação.

 

Os comentários estão desactivados.