Sociedade

Igreja aconselha recasados a viver sem relações sexuais

D. Manuel Clemente refere que a igreja não deve “deixar de propor a vida em continência na nova situação”.

 

A Igreja aconselha os católicos recasados a viver sem relações sexuais.

Um documento publicado pelo cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, destinado aos casais católicos que tenham recasado refere que a igreja não deve “deixar de propor a vida em continência na nova situação”.

O documento, divulgado hoje pelo jornal Pùblico, surge como resposta ao apelo do Papa Francisco para que a igreja tenha maior abertura relativamente às novas formas de família.

O documento do cardeal-patriarca de Lisboa refere ainda que a igreja deve “acompanhar e integrar as pessoas na vida comunitária”, “verificar atentamente a especificidade de cada caso”, “não omitir a apresentação ao tribunal diocesano, quando haja dúvida sobre a validade do matrimónio” e “atender às circunstâncias excecionais e à possibilidade sacramental, em conformidade com a exortação apostólica”.