Tecnologia

China. Polícias usam óculos de reconhecimento facial para identificar cidadãos

É a mais recente tecnologia das autoridades chinesas e promete ser bastante eficaz no combate ao crime. 

Na China, mais precisamente em Zhengzhou, estão a ser testados óculos que possuem um sistema de reconhecimento facial à base de inteligência artificial, capaz de identificar todos os cidadãos, de forma a saber se são ou não suspeitos de algum tipo de crime.

Na cidade de Zhengzhou, na China, a polícia está a testar óculos com tecnologia de reconhecimento facial, que são capazes de identificar qualquer pessoa e saber se são suspeitos de terem cometido algum crime.

De acordo com o Wall Street Journal, desde 1 de fevereiro que as autoridades desta cidade já capturaram sete pessoas que estavam na lista de procurados e outros 26 que viajavam com identidades falsas.

A tecnologia é descrita como sendo a maior migração humana do mundo e estima-se que todos os dias passam cerca de 60 mil pessoas pela estação de alta velocidade de Zhengzhou – número que deverá aumentar até aos 100 mil, durante as férias de ano-novo.

Os óculos permitem captar as caras de todos os que circulam nesta cidade, de seguida a informação é cruzada com a que está presente numa determinada base de dados. Depois, através de um tablet, os agentes da autoridade sabem se por lá passou algum suspeito de crime.

Segundo escreve o mesmo jornal, o fabricante destes óculos, o LLVision, indica que os mesmos são capazes de identificar indivíduos de uma base de dados de 10 mil pessoas em 100 milissegundos, contudo o “ruído de ambiente” pode afetar a eficácia do sistema.

Esta tecnologia foi desenvolvida em conjunto com a polícia, de forma a conseguir corresponder às suas necessidades.