Vida

Mulher deita hamster pela sanita depois de ter sido impedido de entrar no avião

A mulher acusa a companhia aérea de lhe ter feito esta sugestão, uma vez que não tinha mais nenhuma opção.

Uma mulher norte-americana, Belen Aldecosea, deitou o seu hamster de estimação na sanita do aeroporto, depois de ter sido impedido de entrar no voo da Spirit Airlines.

De acordo com o Miami Herald, a americana de 21 anos preparava-se para embarcar quando um funcionário da companhia aérea em questão lhe disse que o hamster não podia ir no voo.

Belen afirmou que, antes de embarcar, a companhia lhe tinha garantido que o animal podia viajar, sem que houvesse quaisquer problemas.

Contudo, quando a mulher explicou à funcionária da Spirit Airlines que lhe tinham assegurado que o animal podia ir no avião, a mesma apresentou-lhe duas opções: ou o deixava sair ou o colocava na sanita da casa de banho do aeroporto.

Sem saber o que fazer, a jovem optou pela segunda opção e deitou-o na sanita. “Foi horrível quando a coloquei na sanita. Estive sentada a chorar durante dez minutos”, declarou Belen.

A companhia aérea emitiu um comunicado, através da sua porta-voz, lamentando toda a situação, mas deixou claro que nenhum funcionário sugeriu a hipótese de o hamster ser deitado na sanita.

“Para que seja claro, nenhum dos nossos funcionários sugeriu deitar um animal na sanita nem algo que possa ferir um animal”, garantiu Derek Dombrowski, porta-voz da companhia.

Na sequência deste acontecimento, a jovem está agora a considerar processar a Spirit Airlines.