Desporto

Sporting marcou aos 98 minutos. Presidente do Tondela fala em humilhação

O árbitro João Capela é o visado.


Gilberto Coimbra, presidente do Tondela, diz que o clube foi “humilhado” devido à arbitragem “infeliz” de João Capela no jogo frente ao Sporting.

O golo de Coates está no centro da polémica, já que o golo da vitória do Sporting foi marcado ao minuto 98 quando o árbitro tinha dado apenas quatro minutos de compensação.

“Aos 93.41 minutos o jogo parou de uma falta ao jogador Bruno Monteiro, que nem sequer foi assinalada, o jogador foi assistido e aos 96.08 minutos o jogo é reatado, e depois o Sporting marca o golo aos 98.01 minutos”, disse o dirigente do Tondela.

A esta situação “pouco falta para ser um caso de polícia”, acrescentou Gilberto Coimbra.