Sociedade

Parlamento rejeita saída de Portugal do Acordo Ortográfico

Projeto foi proposto pelo PCP

A proposta do PCP que “recomenda o recesso de Portugal do Acordo Ortográfico de 1990” foi, esta quinta-feira, rejeitada no Parlamento. 

O PSD, PS, BE e CDS-PP votaram contra, já o PCP e o PEV  juntamente com dois deputados centristas votaram a favor enquanto o PAN se absteve.

Ana Mesquita, deputada comunista, foi a única a defender a proposta na Assembleia da República, no debate que decorreu quarta-feira. A deputada referiu que o Acordo tende a “transformar-se num atoleiro cujas consequências se desconhece" e que existirem dificuldades na sua aplicação.

Ana Mesquita considerou ainda que o acordo foi "experimentalismo ortográfico sobretudo para os alunos que tiveram de o aplicar" e relembrou a petição "Cidadãos contra o Acordo Ortográfico", assinada por mais de 20 mil portugueses.