Economia

Vendas de automóveis voltam a superar as 200 mil unidades em 2017

Houve um crescimento de 7% em relação a 2016.

Em 2017, as vendas de automóveis ligeiros de passageiros atingiram, incluindo os veículos todo-o-terreno, aproximadamente 222100 unidades, o que significa um crescimento de 7% em relação a 2016. Os dados são de um estudo publicado pela Informa D&B.

O volume de negócio no setor de concessionários de automóveis (incluindo venda de automóveis novos, venda de automóveis de ocasião e venda de recâmbios, serviços de mecânica e outras atividades) manteve, em 2017, a tendência de crescimento observada desde 2013, ainda que com um ritmo mais baixo. Estima-se que tenha atingido um valor de 5500 milhões de euros, cerca de mais 4% face a 2016.

O aumento das receitas dos concessionários deu-se num contexto de notável crescimento da procura de veículos novos.

De 2008 a 2014, houve uma forte redução do tecido empresarial registada no setor de comércio de veículos automóveis ligeiros, passando de 6098 para 4551 empresas. Contudo, em 2015 e 2016, o número de operadores cresceu, até cerca de 5100 no último ano.

O volume de negócio situou-se, neste último ano, em quase 28000 trabalhadores, mais 4% do que em 2015. É importante salientar que, no período de 2004 a 2014, o setor perdeu cerca de 17000 empregados.

Quanto à localização geográfica das empresas, sobressai a zona Norte de Portugal, que alberga aproximadamente 38% do número total, situando-se de seguida as zonas Centro e Lisboa, ambas com percentagens entre os 24 e os 25%.