Desporto

Rui Vitória apela ao bom senso na arbitragem

O técnico dos encarnados, Rui Vitória, defende a utilização do vídeo-árbitro, mas afirma que deve existir mais “rigor” e “bom senso” e que “é preciso ter consciência das decisões”. 

Rui Vitória apela ao bom senso na arbitragem

"De facto foi uma semana conturbada. Desde que começou o VAR eu sempre estive presente e estou à vontade para falar sobre isto. É fundamental que os árbitros entendam que é preciso ter consciência das decisões. Todas têm de ser tomadas com um rigor enorme. (…) É preciso ter a máxima atenção, rigor e concentração. Já perceberam o impacto que tem uma decisão para um clube que pode descer e quase ir à falência? Já perceberam que há treinadores que podem ser despedidos por uma ou outra decisão? É preciso refletir e pensar nisto”, afirmou Rui Vitória na antevisão na visita do Benfica a Paços de Ferreira.

O técnico explicou ainda que Portugal é um país teste do vídeo-árbitro e que apesar de existir um protocolo “é preciso ter bom senso”.

“Hoje, a arbitragem também precisa de bom senso. É preciso ir mais vezes ao monitor? Vamos. É preciso discutir mais vezes? Vamos. Esta história das dores de crescimento, já chega. Somos um país de teste e a UEFA vai ficar contente se perceber que mudámos certos pontos, porque era bom para o futebol. Uma decisão de um árbitro prejudica muita gente à sua volta, é preciso ter atenção a isto", sublinhou.

Quando questionado sobre se o Benfica tem sido prejudicado garante que está apenas a fazer uma reflexão. “Estou a falar em termos de reflexão. Eu não vou nesse conteúdo, eu estou a falar como treinador. Se calhar vou ser prejudicado, outras vezes beneficiado. É fundamental termos uma visão um pouco mais abrangente. O VAR não perde tempo, isso é uma falsa questão. O tempo perde-se nos pontapés de baliza, cantos, faltas e lesões. Se tivermos de perder um minuto para ver as imagens, que o façamos”, concluiu.

Os comentários estão desactivados.