Sociedade

Presidente da ‘O Sonho’ vai ser constituído arguido

Será ouvido ainda hoje pela Polícia Judiciária

O Presidente da instituição ‘O Sonho’ vai ser constituído arguido e será ainda hoje, sexta-feira, ouvido pela Polícia Judiciária (PJ), segundo referiu o diretor da PJ, Vítor Paiva à agência Lusa.

As buscas a várias unidades da instituição e algumas domiciliárias ainda estão a decorrer. Segundo a nota publicada na página da Procuradoria da Comarca de Setúbal, as buscas estão a ser presididas pelo Ministério Público e levadas a cabo pela PJ depois de uma “denúncia pela prática dos crimes de fraude na obtenção de subsídio, participação económica em negócio e peculato”.

O presidente da instituição, Florival Cardoso, em declarações à agência Lusa disse “estar de consciência tranquila”.

O presidente afirmou ainda estar a colaborar com as autoridades para apurar a verdade e que se irá reunir com os restantes elementos da direção da IPSS assim que possível, mas que a sua vontade é pedir a demissão do cargo.

"Sinto-me desiludido com tudo isto. Dei muito mais do que aquilo que recebi ao longo dos anos a esta instituição para agora haver isto", destacou.