Desporto

Noruega dominou os 'Jogos da Paz'

Terminaram os Jogos Olímpicos de Inverno 2018 em Pyeongchang, Coreia do Sul. Depois de 16 dias de competição e meses de gestão diplomática, os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang terminaram este domingo com uma cerimónia que resumiu os 'Jogos da Paz': a presença de uma delegação norte-coreana de alto nível, mas sem a bandeira russa. No campo desportivo, a grande vencedora foi a Noruega, que liderou o quadro de medalhas, com 39, sendo 14 de ouro.

AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo
AFP Photo

Os Jogos de Pyeongchang 2018, que começaram a 9 de fevereiro, foram o cenário de uma aproximação entre Coreia do Norte e Coreia do Sul, oficialmente em guerra desde 1953.

O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), o gesto das Coreias, que desfilaram juntas nas cerimónias de abertura e encerramento e formaram uma equipa conjunta feminina de hóquei no gelo.

"Desfilando juntas compartilharam a fé num futuro pacífico", disse o alemão Thomas Bach, acrescentando que “mostraram como o desporto, no nosso mundo frágil, reúne os povos. Mostraram como o desporto constrói pontes”.

Poucas horas antes da cerimónia de encerramento, o COI decidiu manter a suspensão da Rússia por doping e a bandeira do país não foi exibida no evento final.

102 títulos olímpicos foram disputados por mais de 2900 atletas em 16 dias de competição. A Alemanha ficou atrás da Noruega, com o mesmo número de ouros, mas 31 medalhas no total.

As 39 medalhas da Noruega representam um recorde de pódios para um país numa única  edição dos Jogos de Inverno. A marca anterior pertencia aos EUA, com 37 medalhas alcançadas em Vancouver 2010.

Os Jogos Olímpicos continuarão na Ásia: a edição de verão será em Tóquio, em 2020, e a próxima edição de verão será em 2022, em Pequim.