Economia

Acionistas chineses da TAP querem reduzir 100 mil empregos

Decisão já foi comunicada aos funcionários em questão 

A HNA – empresa chinesa que detém uma participação na TAP – pretende eliminar 100 mil postos de trabalho ainda este ano. 

A HNA quer reduzir cerca de um quarto da sua força laboral e, caso se concretize, será uma das maiores vagas de despedimentos da empresa, nesta que é uma altura em que enfrenta uma crise de liquidez.

Os mais afetados por esta redução serão os trabalhadores das áreas de recursos humanos, operações de negócios e reestruturação de ativos, escreve a REES, citada pela Bloomberg.

De acordo com a mesma publicação, a decisão da empresa chinesa já foi comunicada aos funcionários, mas ainda não há quaisquer reações sobre o assunto.

Recorde-se que, os acionistas chineses da TAP admitiram no início deste ano que estavam a passar por uma crise financeira, devido à elevada dívida e às dificuldades de financiamente.