Politica

Deputado do CDS defende que Cristas não devia fechar a porta a coligação com PSD

Filipe Lobo d' Ávila defende que resultado pode ser melhor com coligação pré-eleitoral 

O deputado do CDS Filipe Lobo d' Ávila defende que o CDS não devia fechar a porta a uma coligação pré-eleitoral com o PSD nas próximas legislativas.

“Não tenho a certeza de que o resultado em termos eleitorais seja melhor se os dois partidos forem separados. Aliás, há estudos que comprovam que a aplicação do metido de Hondt favorece coligações. Ao fecharmos a porta a um entendimento possível, estamos a caminhar para que não exista mesmo. E acho que o país vai precisar desse entendimento", diz, em entrevista ao Público, o deputado centrista.

Lobo d' Ávila defende que o “precisa de construir um projeto político sólido que não esteja única e exclusivamente centrado na imagem" de Assunção Cristas. 

Marques Mendes defendeu recentemente que “é um erro enorme” PSD e CDS irem separados às eleições legislativas. Para o ex-líder do PSD, se os dois partidos “fossem juntos conseguiriam alcançar com alguma facilidade 40% [dos votos] e até ter um élan para chegar à maioria absoluta”.

Assunção Cristas defende que os partidos devem "caminhar cada um por si".