Desporto

Itália. Astori faleceu mesmo de causas naturais

Autópsia confirmou paragem cardíaca do jogador a meio da noite. Fiorentina e Cagliari retiraram a camisola 13

Davide Astori morreu mesmo de causas naturais. Foi essa a conclusão dos médicos e forças policiais após a autópsia realizada esta terça-feira em Udine, cidade onde o defesa italiano faleceu aos 31 anos na madrugada do último domingo, no quarto de uma unidade hoteleira onde a Fiorentina, clube do qual Astori era capitão, se encontrava a preparar o encontro desse dia com a Udinese.

De acordo com Antonio De Nicolo, procurador-geral da cidade que ontem havia anunciado a abertura de uma investigação para apurar a existência de um eventual crime, o coração do jogador simplesmente desacelerou e parou a meio da noite.

Esta terça-feira, a Fiorentina e o Cagliari, que Astori representou durante seis temporadas, decidiram em conjunto retirar a camisola 13, em memória do malogrado central. "Para honrar a sua memória e tornar permanente a lembrança de Davide Astori, o Cagliari e a Fiorentina decidiram retirar, de forma conjunta, a camisola 13", revelaram ambos os clubes através do Twitter.

 

Per onorarne la memoria e rendere indelebile il ricordo di Davide Astori, @CagliariCalcio e Fiorentina hanno deciso di ritirare congiuntamente la maglia con il numero 13. #DA13⚜️ pic.twitter.com/KXP6s8WFlG

— ACF Fiorentina (@acffiorentina) 6 de março de 2018

Per onorarne la memoria e rendere indelebile il ricordo di Davide Astori, @acffiorentina e @CagliariCalcio hanno deciso di ritirare congiuntamente la maglia con il numero 13. #DA13 pic.twitter.com/mH746vWRsA

— CIAO DAVIDE (@CagliariCalcio) 6 de março de 2018

 

Também neste dia, o plantel viola, onde se encontram os portugueses Bruno Gaspar e Gil Dias, levou a cabo uma emocionante homenagem ao ex-capitão. Os jogadores da Fiorentina caminharam pelo corredor de flores que se encontra no exterior do Estádio Artemio Franchi e colaram um cartaz na parede com a cara do internacional italiano.

O funeral de Astori realizar-se-á esta quinta-feira na Basílica de Santa Cruz, em Florença.