Sociedade

Grupo de amigos salva animais em risco

Desde da criação do grupo de intervenção que já fizeram mais de 50 regastes

Um grupo de amigos, que se conhece há mais de 15 anos partilha uma paixão por animais e, por essa razão, decidiram criar um grupo que resgata animais. Em setembro de 2016 criaram o grupo de Intervenção e Resgate Animal (IRA) e, desde então, já fizeram “mais de 50 resgates de animais em condições de maus-tratos ou até risco de vida”.

Segundo explicou o fundador do IRA ao Correio da Manhã, o grupo recebe as denúncias, pergunta se a queixa já foi apresentada às autoridades e só depois é que se reúnem para fazer o resgate.

Na segunda-feira, a equipa resgatou, em Lisboa, um cão com cerca de três anos que estava há alguns dias na rua.

O grupo contactou os donos do animal, dois jovens de 15 e 18 anos, que não consentiram que estes levassem o cão ao veterinário, e posteriormente levá-lo para a adoção. No entanto, segundo o mesmo jornal, o IRA acabou por levar o animal para fazer tratamentos e irão fazer o “acompanhamento do animal e dos donos, que se encontram” numa situação carenciada, depois de os pais dos jovens terem sido “detido há dias”.