Economia

Portugal ocupa 7.ª posição dos países da UE com maior diferença salarial de género

Dados foram divulgados hoje pelo Eurostat

Segundo os dados divulgados, esta quarta-feira, pelo Eurostat, a diferença salarial entre homens e mulheres aumentou 4,6% entre 2011 e 2016.

Portugal passa assim a ocupar o sétimo lugar do ranking dos países da União Europeia com diferença salarial mais elevada, apresentando uma média de 17,5%.

A Estónia lidera o ranking com uma diferença de 25,3%, seguida pela República Checa com 21,8% e depois encontra-se a Alemanha com 21,5%.

A Roménia (5,2%), Luxemburgo (5,5%) e a Bélgica (6,1%) são os países com menor diferença salarial de género.

A média europeia encontra nos 16,2%.