Sociedade

Transtejo obrigada a reforçar serviço com autocarros por falta de barcos

Reforço será feito nas horas de ponta

Esta quinta-feira, nas horas de ponta, a Transtejo vai reforçar o seu serviço com autocarros devido à falta de barcos.

“Entre as 7h30 e as 9h30 e entre as 17h30 e as 19h30, o serviço de transporte de passageiros entre o Montijo e o Cais do Sodré será reforçado com uma frota de 15 autocarros, disponibilizada junto dos respetivos terminais fluviais”, refere a empresa num comunicado.

A empresa confirmou ainda que na quarta-feira, durante as horas de ponta, estiveram apenas a trabalhar com um barco, “causando inevitáveis supressões”. Nesta sequência, um grupo de passageiros pediu uma reunião com o Conselho de Administração da Transtejo, ao qual “com natural disponibilidade e máxima transparência, os responsáveis escutaram as reclamações e reivindicações dos passageiros, informando os mesmos sobre o atual estado da frota e dando nota da evolução dos trabalhos que estão a ser desenvolvidos, desde o final da semana passada, para ultrapassar a situação”.

As ligações fluviais têm sido afetadas, sobretudo por “limitações de frota, avarias inesperadas e condições meteorológicas adversas”. Com a capacidade limitada o serviço é afetado sofrendo irregularidades e supressões, que se fazem sentir mais “durante os horários de ponta da manhã e da tarde, dos dias úteis”.

“A empresa está focada em ultrapassar esta fragilidade operacional tão breve quanto possível e a desenvolver todos os esforços para minimizar os constrangimentos do serviço de transporte público fluvial”, acrescentou.