Sociedade

Autoridade Marítima deixa alerta para perigo de caravela-portuguesa no Algarve

Caravela apareceu no Algarve no sábado

Este domingo, a Autoridade Marítima Nacional deixou um alerta à população, para que evitem o contacto com a caravela-portuguesa que aparecereu na costa do Algarve.

"Em caso de ser avistada, deve-se evitar o contacto com este organismo de nome científico 'Physalia physalis' e que vive na superfície do mar graças ao seu flutuador cilíndrico, azul-arroxeado, cheio de gás, cujos tentáculos podem atingir os 30 metros, sendo o seu veneno muito perigoso", pode ler-se no comunicado da autoridade.

A espécie apareceu nas praias no Algarve no sábado. A autoridade relembra que “algumas pessoas, especialmente as sensíveis às picadas e venenos das águas-vivas, podem ter reações alérgicas graves" e que caso começem a ter sintomas alérgicos “devem ser encaminhadas de imediato para o serviço de urgência das unidades de saúde”.

A picada pode causar “dor forte, sensação de queimadura, irritação, vermelhidão, inchaço e comichão”.

Caso entre em contacto com esta espécie, a autoridade aconselha a que evite esfregar a zona afetada, não deve meter água ou álcool, lavando a zona com soro fisiológico e, caso tenham ficado tentáculos agarrados à pele, deve retirá-los com recurso a luvas e uma pinça. Para aliviar a dor pode aplicar vinagre ou água quente e, deve ainda, consultar um médico o mais rápido possível.