Vida

Homicídio. O.J. Simpson confessou que matou a ex-mulher? | VÍDEO

Entrevista feita há 12 anos volta a trazer um dos homicídios mais falados no mundo para as bocas do mundo

Há 12 anos, Judith Regan entrevistou O.J. Simpson com o objetivo de recolher mais informações para o sue livro, ‘O.J. Simpson: The Lost Confession?’. Agora, a entrevista foi transmitida pela Fox e levantou uma questão: será que, durante esta entrevista, o jogador de futebol americano confessou ser o homicida da sua ex-mulher Nicole Brown Simpson e do seu amigo Ron Goldman?

Durante a entrevista, Regan pediu a O.J.Simpson que descrevesse como teria sido o crime se o tivesse cometido. Na sua resposta, o atleta usa a terceira pessoa e afirma que se trata de uma explicação “hipotética”.

Começa por referir que alguém chamado Charlie estaria com ele naquela noite de 12 de junho de 1994. A certa altura, muda o discurso e começa a falar na primeira pessoa, o que leva muitas pessoas a pensar que O.J. estava, na verdade, a confessar o crime.

“À medida que as coisas aqueceram, lembro-me que a Nicole caiu e se magoou. E esse homem [Ron Goldman] fez algo ao estilo de karaté… lembro-me de agarrar a faca, lembro-me disso, de agarrar na faca do Charlie e, para ser honesto, depois disso não me lembro. Acho que tudo está coberto… teria estado coberto de sangue”, afirmou.

O.J.Simpson fala ainda sobre uma das peças fundamentais neste caso: as luvas encontradas no local do crime. Disse que, hipoteticamente, teriam sido usadas enquanto tinha a faca na mão.

Recorde-se que Nicole Brown Smith e Ron Goldman foram assassinados em 1994. O.J.Simpson foi acusado do duplo homicídio, mas acabou por ser absolvido. A sua fuga das autoridades – transmitida em direto na televisão - tornou-se um dos momentos mais mediáticos de sempre nos Estados Unidos.

Em 2008, o atleta foi julgado por um assalto à mão armada. Foi libertado no mês passado.