Sociedade

Educação. Sindicatos e governo não chegam a acordo

Greve de quatro dias vai avançar

O principal tema em debate era a recuperação do tempo de carreira descongelado, no entanto, o governo apresentou uma proposta igual à da última ronda de negociações e, portanto, os professores vão avançar com a greve de quatro dias.

A reunião teve início às 17h00, tendo terminado duas horas depois, sem acordo. “Amanhã há greve. Se no início desta reunião eu achava que era preciso uma grande greve, no final sei que é preciso uma extraordinária greve.”, disse o líder da Fenprof, Mário Nogueira, em declarações aos jornalistas, no final do encontro com o governo.

A proposta do governo relativa à contagem do tempo de carreira congelado manteve-se inalterada e vai ser agora enviada para as estruturas sindicais. “Não foi acrescentado um dia sequer” à proposta anterior que já era considerada inaceitável pelos professores”, explicou ainda Mário Nogueira.