Round2_SOL

Finanças autorizam Associação Mutualista Montepio a receber créditos fiscais

O Montepio fechou 2016 com capitais próprios negativos em mais de 300 milhões de euros.

Finanças autorizam Associação Mutualista Montepio a receber créditos fiscais

A Associação Mutualista Montepio Geral recebeu luz verde do Ministério das Finanças para acabar com a isenção de impostos, apesar de manter o estatuto de IPSS, de acordo com o Jornal Negócios.

Assim, o Montepio pode beneficiar de créditos fiscais para equilibrar as contas do grupo, que fechou 2016 com capitais próprios negativos em mais de 300 milhões de euros.

Segundo o ECO, a dona do banco Montepio tinha enviado um pedido de informação vinculativa ao Ministério das Finanças, para avaliar a possibilidade de deixar de ficar isente de IRC. Isto significa que a Associação Mutualista pretendia começar a pagar impostos ao Estado.

Contudo, o objetivo final não era esse. A ideia era usufruir de um regime fiscal que bancos e empresas já usufruem, o dos créditos fiscais.

Assim, depois de fechar 2016 com um défice nos capitais próprios superior a 300 milhões de euros, é expectável que esta solução venha a corrigir a insuficiência nos capitais da associação nas contas consolidadas de 2017.

 

Os comentários estão desactivados.