Sociedade

Professores do sul do país estão hoje em greve

No primeiro dia de paralisação, os sindicatos falavam em 60 a 70% de adesão.

Esta quarta-feira é a vez dos professores do sul do país fazerem greve. Em causa está a falta de consenso relativamente à contagem do tempo de descongelamento das carreiras.

Hoje estão em greve os professores de Évora, Portalegre, Beja e Faro. Esta paralisação dos professores do ensino básico e secundário está a ser distribuída por regiões ao longo de quatro dias.

Na terça-feira estiveram em greve os distritos de Lisboa, Setúbal, Santarém e região da Madeira. Na quinta-feira é a vez da paralisação dos professores de Coimbra, Viseu, Aveiro, Leiria, Guarda e Castelo Branco. Sexta-feira são os professores da região norte a parar (Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança).

Na terça-feira, de acordo com os dados dos sindicatos dos professores, a taxa de adesão à greve foi de 60% a 70%.