Sociedade

EDP rejeita negligência nos incêndios de outubro

O relatório sobre os fogos de outubro responsabilizava a empresa pelo início dos incêndios.

DR  

A EDP já veio responder ao relatório da comissão técnica independente sobre os incêndios de outubro que responsabilizava a elétrica pelo início dos fogos.

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, a EDP “rejeita qualquer hipótese de negligência nos incêndios de outubro”.

A empresa acrescenta que tem dados que lhe “permite afirmar inequivocamente que não ocorreu qualquer incêndio associado a queda de árvores sobre a rede na zona da Lousã”.

Recorde-se que o relatório entregue na terça-feira na Assembleia da República indicava que a causa do incêndio da Lousã a 15 de outubro tinha a ver as linhas elétricas.

O relatório refere que a EDP não cumpriu o regulamento de segurança das linhas elétricas.