Sociedade

PSP intervém em confrontos entre adeptos do Benfica e do Sporting no Campus da Justiça

O adepto benfiquista está a ser acusado de homicídio e de tentativa de outros quatro homicídios


A PSP foi obrigada a intervir perto dos adeptos do Benfica que são arguidos no caso da morte de um adepto italiano do Sporting, esta quinta-feira, por volta das 13h45, no Campus da Justiça em Lisboa, para evitar confrontos entre os adeptos dos dois clubes.

O grupo de adeptos sportinguistas saiu primeiro das imediações do Campus da Justiça e só depois é que saíram os arguidos no caso para evitar confrontos.

Elementos da Intervenção Rápida da PSP estão a cobrir o acesso ao Tribunal de Instrução Criminal onde está a decorrer o interrogatório instrutório.

O caso remonta a abril de 2017, quando um adepto italiano do Sporting foi atropelado perto do estádio da Luz por um adepto benfiquista.

O adepto do Benfica está a ser acusado de homicídio e de tentativa de outros quatro homicídios. Para além disso, existem ainda 21 arguidos no caso que são acusados de participarem em confrontos que resultaram em dano com violência e omissão de auxílio.

Os comentários estão desactivados.