Desporto

Argentina. Avançado apanhado a tentar subornar um polícia (com vídeo)

Centurión chegou a estar nos planos do FC Porto há algumas épocas. Agora "tem problemas com o álcool", garante o presidente do Racing

Ricardo Centurión era, até há bem pouco tempo, visto como uma das grandes promessas do futebol argentino. Ainda vai a tempo, aliás, pois tem 25 anos acabados de fazer em janeiro. Despontou no Racing de Avellaneda, passou por Génova, São Paulo e Boca Juniors e esta época, depois de nova passagem sem sucesso por Itália, regressou ao clube onde completou a formação e se lançou para o estrelato.

Dentro do campo, como se pode perceber, o atacante não tem comprovado o que se esperava dele no início - em 2012 chegou a ser apontado, de forma insistente, como alvo preferencial do FC Porto. Os problemas extra-campo, todavia, têm sido uma constante, e agora está mais uma vez sob polémica devido a uma tentativa de subornar... um polícia.

Tudo aconteceu às oito da manhã de terça-feira: Centurión regressava a casa (era dia de folga) e foi mandado parar por passar dois sinais vermelhos numa zona com escolas por perto. O jogador reagiu mal quando questionado sobre a razão pela qual tinha passado os semáforos vermelhos e tentou depois corromper o agente de serviço, oferecendo-se mesmo a cobrir-lhe o salário na totalidade.


Mais tarde, o presidente do Racing, Victor Blanco, admitiu que Ricardo Centurión tem o vício do álcool e está, inclusive, a ter acompanhamento médico. "Tem um problema com o álcool e temos de o ajudar. Vai todas as semanas a um psicólogo e ainda vamos acrescentar outro", disse ao "Liberman Online".

Assumindo que o comportamento de Centurión é imperdoável, o dirigente deixou ainda, contudo, uma crítica aos polícias que vivenciaram a situação e partilharam o vídeo nas redes sociais, acusando-os de terem feito essa divulgação de forma premeditada para sujar a imagem do clube e do jogador.