Internacional

Coreia do Sul. Computadores vão desligar-se automaticamente para evitar que trabalhadores façam horas a mais

Medida será aplicada na Coreia do Sul para combater as horas de trabalho a mais

O governo Metropolitano de Seul, capital da Coreia do Norte, vai aplicar uma medida que pretende que os computadores dos funcionários públicos se desliguem automaticamente de forma a evitar que os trabalhadores façam horas a mais.

Segundo a BBC, esta medida pretende combater a “cultura de horas extra” que existe no país e obrigar os trabalhadores a irem embora do trabalho como o suposto.

De acordo com a agência Yonhap, os funcionários sul coreanos trabalham em média 2.739 horas por ano, cerca de mil horas a mais do que os países da OCDE.

A medida está divida em três fases e a primeira será já aplicada no final do mês de março. No dia 30 de março todos os computadores vão desligar-se automaticamente às 20h.

A segunda fase arranca em abril e irá obrigar os funcionários a saírem do trabalho às 19h30 na segunda e quarta sextas-feiras do mês. Em maio os computadores, todas as sextas-feiras do mês, vão começar a encerrar-se automaticamente às 19h.

Todos os funcionários estão sujeitos a esta medida, mas alguns podem pedir uma exceção e, segundo os dados do governo 67,1%  já pediu para continuar a trabalhar depois da hora de encerramento automático.