Vida

Família e encontrada morta durante férias no México

Cadáveres foram encontrados num apartamento alugado pela família

Os cadáveres de uma família norte-americana – os pais e dois filhos - foram encontrados pela polícia mexicana, em Tulum, no México, num apartamento que tinha sido alugado pela família, numa zona residencial do complexo turístico de Bahia Príncipe.

O alerta foi dado pelos familiares das vítimas que se encontravam nos Estados Unidos, ao estranharem o atraso do regresso do casal e dos filhos a Lowa, algo que devia ter acontecido a 21 de março.

As autoridades mexicanas deslocaram-se ao local onde os americanos estavam hospedados e, quando lá chegaram, encontraram os cadáveres de quatro pessoas: Kevin Sharp (41), a sua mulher (38), e os dois filhos, de 12 e seis anos. No entanto, o apartamento não tinha sido remexido e, portanto, não existem sinais de homicídio ou roubo violento.

Segundo o comunicado da procuradoria de Quintana Roo, a autópsia revelou que a morte da família foi causada por asfixia devido a inalação de gases tóxicos. A origem destes mesmos gases ainda não foi determinada.

Quando as autoridades mexicanas encontraram os corpos das vítimas, estas já estariam mortas há cerca de 36/48 horas.

O caso já está a ser investigado pela polícia mexicana.