Internacional

NATO expulsa sete diplomatas russos

Em atualização 

A NATO anunciou, esta terça-feira, a expulsão de sete diplomatas da missão da Rússia junto daquela organização, na sequência do envenenamento de Serguei Skripal, o ex-espião russo, e da sua filha, no Reino Unido. 

Além das expulsões, a aliança atlântica rejeitou a credenciação de outros três elementos russos junto da organização. 

Para Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO, a decisão "envia uma mensagem muito clara à Rússia de que há consequências".