Sociedade

Governo quer criar pontos de venda para alimentos com prazo de validade perto do fim

Medida pretende combater o desperdício alimentar

Esta quinta-feira, foi aprovado em Conselho de Ministros a Estratégia Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar que visa reduzir a quantidade de alimentos deitados fora pelos portugueses.

O governo pretende, até 2030, reduzir para metade o desperdício alimentar, que atualmente ronda o milhão de tonelada por ano.

“Este é um combate que se impõe a toda a sociedade e a cada um de nós”, referiu o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural. Por esse motivo, vão ser implementadas 14 medidas que “estimulam o aproveitamento de alimentos através de diversos mecanismos que deverão entrar em funcionamento”.

Uma dessas medidas passa pela “criação de pontos de venda específicos para produtos em fim de prazo de validade dentro das grandes superfícies, pontos que sejam facilmente identificáveis pelos consumidores e onde estejam garantidas todas as condições de segurança alimentar”.

O plano deverá ser regulado até julho e até outubro “deverá surgir um projeto-piloto da plataforma de doação de alimentos que pretende ser um ponto de encontro entre a oferta e a procura, facilitando o contacto entre doadores e beneficiários, para que o circuito de alimentos se possa estabelecer com eficácia, retirando do desperdício toneladas de alimentos que deverão ser identificados por categorias”.