Internacional

Lula tem até às 17h de sexta para se entregar

Sérgio Moro exige que ex-presidente não seja algemado e admite que há uma cela especial para Lula. 

O ex-presidente brasileiro Lula da Silva tem até às 17h locais desta sexta-feira para se entregar à Polícia Federal de Curitiba para começar a cumprir a pena de 12 anos e um mês de prisão a que foi condenado em janeiro. A ordem foi lançada pelo juiz Sérgio Moro, a cargo do processo Lava-Jato, que indica também que o ex-presidente não deve ser algemado "em qualquer hipótese". 

"Relativamente ao condenado e ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17h00 do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão", lê-se na ordem do juiz. 

Lula da Silva foi condenado a 12 anos e um mês de prisão, por alegadamente ter recebido um apartamento de luxo como suborno da construtora OAS e favorecimentos na petrolífera Petrobras. Na quarta-feira, o Supremo Tribunal do Brasil recusou o seu pedido de habeas corpos, permitindo a sua prisão. 

O ex-presidente terá direito a uma cela especial. 

“Esclareça-se que, em razão da dignidade do cargo ocupado, foi previamente preparada uma sala reservada, espécie de Sala de Estado Maior, na própria Superintendência da Polícia Federal, para o início do cumprimento da pena, e na qual o ex-presidente ficará separado dos demais presos, sem qualquer risco para a integridade moral ou física”, acrescenta o magistrado no mandado. 

O ex-presidente brasileito dispõe ainda de alguns recursos em tribunal, mas terá de esperar pelo seu desfecho atrás de grades. O Partido dos Trabalhadores afirma ainda que Lula, que lidera as sondagens, é ainda o seu candidato às eleições de outubro, mas em privado, partido e ex-presidente atiram a toalha ao chão. 

No horário de Portugal Continental, Lula da Silva tem até às 21h para se entregar às autoridades.