Desporto

Pedro Figueiredo coleciona títulos nos campos de Óbidos

Um dia depois de ter sido anunciado com uma das estrelas do 56.º Open de Portugal@Morgado Golf Resort, Pedro Figueiredo conquistou o 1.º Royal Obidos Classic, um torneio do Portugal Pro Golf Tour, de 10 mil euros em prémios monetários.

O atleta do Benfica cumpriu a primeira volta ao campo desenhado por Seve Ballesteros em 68 pancadas, 4 abaixo do Par, graças a uma exibição imaculada, na qual não cometeu qualquer bogey e somou 2 birdies no front nine e outros 2 no back nine.

“Joguei bastante bem. Estive muito consistente do tee ao green e acabei por não comprometer com o putt”, disse Pedro Figueiredo ao Tee Times Golf, depois de embolsar 2 mil euros pelo seu primeiro título de 2018, o segundo na temporada do Portugal Pro Golf Tour de 2017/2018, depois do 2.º Palmares Classic, em novembro.

O jogador da Navigator bateu por 1 pancada outro português, Tomás Bessa – que obteve a sua melhor classificação desde que passou a profissional – e o inglês Will Enefer.

Bessa até fez mais 1 birdie, num total de 5, mas também sofreu 2 bogeys. Já Enefer liderava a prova com 5 birdies até perder 2 pancadas no penúltimo buraco.

Há um ano, Pedro Figueiredo também venceu em Óbidos, mas no campo vizinho de Royal Óbidos, no Guardian Bom Sucesso Golf, na final do Portugal Pro Golf Tour de 2016/2017.

A confiança com que saiu do Guardian Bom Sucesso ajudou-o a superar o cut no Open de Portugal pouco tempo depois.

O paralelismo com o que se passou há um ano é evidente e poderá ser um sinal de que novos feitos poderão ser alcançados pelo profissional do Quinta do Peru Golf & Country Club no próximo Open de Portugal.

O mais curioso é que estes campos mais montanhosos de Óbidos são bem distintos do quase plano Morgado Golf Resort.

“Confesso que não sei se há alguma coisa de diferente em Óbidos, mas o certo é que tenho jogado bem aqui. Considero o campo do Royal Obidos um excelente campo, apesar de nem ser propício às minhas características, pois é comprido e largo, com greens grandes”, considerou Pedro Figueiredo.

O 1º Royal Obidos Classic – prova que no ano passado foi conquistada por Ricardo Santos – tornou-se apenas no segundo torneio na história do Portugal Pro Golf Tour a ter de ser reduzido a uma única volta, devido ao mau tempo que se fez sentir durante todo o segundo dia.

“No primeiro dia o tempo esteve razoável, apenas com algum vento e o campo encontra-se em ótimas condições”, disse o campeão nacional de 2013, que prepara-se agora para disputar, a partir do dia 9, a final do Portugal Pro Golf Tour, o 1.º Obidos International Open, um torneio cujo ‘prize-money ‘ foi elevado para 30 mil euros e já integra o Alps Tour, uma das terceiras divisões do golfe profissional europeu.

O 1º Royal Obidos Classic contou com 42 participantes, 13 dos quais portugueses e para além da vitória de Pedro Figueiredo devem salientar-se os top-10 de Hugo Santos (4.º) e Miguel Gaspar (9.º).

Os resultados e classificações dos portugueses foram os seguintes:

1.º Pedro Figueiredo, 68 (-4)

4.º Hugo Santos, 70 (-2)

9.º Miguel Gaspar, 71 (-1)

13.º Tiago Cruz, 73 (+1)

13.º João Ramos, 73 (+1)

18.º Tomás Silva, 74 (+2)

18.º Pedro Almeida, 74 (+2)

25.º Ricardo Santos, 75 (+3)

34.º João Carlota, 78 (+6)

34.º Rui Morris, 78 (+6)

39.º Alexandre Abreu, 80 (+8)

42.º Filipe Côrte-Real, 90 (+18)

 

Hugo Ribeiro / Tee Times Golf