Sociedade

GNR integra quase 3 mil militares na prevenção e combate aos fogos

Iniciativa começa já a partir do próximo mês

A Guarda Nacional Republicana vai integrar quase três mil militares a partir do próximo mês de maio, no sistema de prevenção e combate aos incêndios rurais, declarou este domingo à Lusa o Ministério da Administração Interna (MAI).

O sistema de prevenção e de combate aos incêndios rurais da GNR contará com 1.882 militares no Grupo de Intervenção Proteção e Socorro (GIPS) e 1052 militares e civis no Serviço da Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA).

De acordo com o MAI, este reforço insere-se no modelo de articulação entre prevenção e combate aos incêndios, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de 21 de outubro de 2017.

Além disso, foram ainda alargadas as Equipas de Intervenção Permanente (EIPS) nas áreas consideradas de risco.