Desporto

Liga dos Campeões. Barcelona cai com estrondo da Champions

Os blaugrana tinham batido a Roma em casa por 4-1, mas foram a Itália perder por 3-0 e assim dizem adeus à Liga milionária. Tal como o City, que voltou a perder com o Liverpool, agora em casa: 1-2

Quando toda a gente estaria inclinada a esperar por uma reviravolta histórica em Manchester, eis que ela aconteceu... mas em Itália. A Roma, derrotada na primeira mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, em Roma, por pesados 4-1 (com dois auto-golos à mistura), conseguiu uma impensável reviravolta em casa e atirou os blaugrana para fora da competição: 3-0, com o golo salvador a ser apontado aos 82 minutos pelo central de Manolas.

Na segunda-feira, o técnico Eusebio Di Francesco já havia deixado o alerta: os romanos acreditavam no milagre. E logo aos seis minutos mostraram que não era só conversa: lançado por De Rossi, Dzeko bateu Ter Stegen. O 2-0 chegou aos 58’, com o veterano médio a converter com sucesso uma grande penalidade cometida (infantilmente) por Piqué sobre Dzeko, e tudo ficaria então resolvido a oito minutos do fim - logo depois de André Gomes ter entrado para o lugar de Iniesta. Em toda a sua história, esta será apenas a segunda presença da Roma nas meias-finais da competição - melhor, só em 1983/84, quando chegou à final, sendo então derrotada pelo Liverpool.

Por falar nos reds, conseguiram a façanha de vencer novamente o Manchester City, agora em pleno Estádio Etihad: 1-2, com golos de Salah e Roberto Firmino, e o apuramento confirmado. É a pior fase da temporada para os citizens: três derrotas consecutivas e o adeus à Champions.