Internacional

Síria. Exames feitos às vítimas comprovam ataque químico

Testes foram feitos nos EUA


Os exames feitos às vítimas, nos Estados Unidos da América, comprovaram o ataque químico na Síria.

Segundo a agência Reuters, foram analisadas amostras de sangue e de urina das vítimas do ataque, tendo sido possível comprovar o contágio feito com recurso a cloro e a um agente nervoso que ainda não foi identificado.

De acordo com o comunicado emitido pela Organização Mundial de Saúde, cerca de 500 pessoas foram expostas ao ataque, que provocou mais de 60 vítimas mortais.