Internacional

World Press Photo para imagem de manifestante em chamas na Venezuela

O Prémio World Press Photo, “o mais pestigiado e cobiçado prémio no fotojornalismo”, distinguiu um trabalho feito em maio na Venezuela.

A imagem vencedora de 2018 é uma na qual se vê José Víctor Salazar Balza, em chamas, nas ruas de Caracas, a manifestar-se contra o presidente Nicólas Maduro. O autor é o fotógrafo venezuelano Ronaldo Schemidt.

Os confrontos entre os manifestantes e a guarda nacional venezuelana começaram a 3 de maio de 2017 e Salazar ficou em chamas quando o depósito de combustível de uma mota explodiu. O manifestante sobreviveu ao incidente.

Para a edição deste ano foram selecionadas 73.044 imagens tiradas por 4.548 fotógrafos de 125 países. O Prémio World Press Photo é o mais cobiçado do fotojornalismo e distingue os fotógrafos que conseguiram imagens intemporais que representem um evento de grande importância jornalística do ano passado.