Sociedade

Câmara de Lisboa vai instalar câmaras de vigilância nos semáforos e reforçar número de radares

Previsto investimento de cinco milhões de euros

A Câmara Municipal de Lisboa vai instalar sistemas de videovigilância nos semáforos da cidade, bem como reforçar o número de radares, de forma a combater o excesso de velocidade no centro de Lisboa.

Ao todo serão instaladas 120 câmaras de videovigilância nos semáforos, escreve o Diário de Notícias.

Além das câmaras e dos radares, outras das medidas que será implementada pela autarquia é o aumento das penalizações para os estacionamentos em segunda fila.

O número de radares a serem instalados ainda não é conhecido ao certo mas, de acordo com Miguel Gaspar, vereador com o pelouro da mobilidade, em declarações ao DN, existirão alertas de velocidade antes da zona onde os dispositivos estiverem instalados.

“Como não conseguimos mudar a cidade, temos de apelar ao bom senso das pessoas e ao seu cuidado”, referiu o vereador, sublinhando que a maioria dos problemas ocorrem na Segunda Circular.

“São zonas de grande velocidade [o Eixo Norte-Sul e a Avenida Infante Dom Henrique completam o top 3 das vias com mais sinistros]. Ou seja, os condutores têm mais cuidados a andar na zona central da cidade, mas depois nas áreas de maior velocidade já não. É aí que se tem de intervir”, explicou.

Na implementação das câmaras de vigilância está previsto um aumento de cerca de cinco milhões de euros. “Estamos a modernizar a nossa rede de controlo de semáforos, o que nos vai permitir gerir o tempo que as pessoas passam paradas no trânsito e ter a capacidade de abrir um semáforo, como já se faz no corredor central, e vamos expandir para a zona da Expo e Estrada de Benfica. O que estamos a fazer é a modernizar e a melhorar o sistema”, afirmou Miguel Gaspar.