Sociedade

ASAE. Apreendidos 50 quilos de queijo da Serra da Estrela falsificado

Através de um comunicado, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica informou que os queijos falsificados não tinham na sua origem “matéria prima”

Através da sua Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal, a ASAE realizou uma investigação sobre usurpação de denominação de origem protegida em queijos de ovelha, em diversas zonas do país, sendo que em causa estava o uso do nome da “Serra da Estrela”.

Os queijos produzidos não reuniam os requisitos necessários para obter a certificação obrigatória e, como tal,  foram apreendidos 50 quilos. "No decurso da investigação, detetou-se que um estabelecimento de produtos tradicionais, da cidade do Porto, adquiria os queijos de ovelha de uma fábrica da zona centro e substituía os rótulos de origem por outros, fazendo constar, nos novos rótulos, que a sua origem seria 'SERRA DA ESTRELA', valorizando comercialmente o produto vendido ao consumidor", revela a ASAE, em comunicado.

"Foram apreendidos, nesse estabelecimento de venda ao público, 500 rótulos de queijo da serra que seriam colocados nas próximas unidades que seriam vendidos", informou ainda.