Desporto

Ao fim de 22 anos, Wenger deixa Arsenal

Treinador assinou contrato com o clube em 1996

O treinador francês Arsène Wenger vai deixar o Arsenal, após 22 anos a treinar o clube.

A sua saída foi revelada esta sexta-feira de manhã, através de um comunicado publicado no site do clube.

O treinador assinou contrato com o clube em 1996 e a data de validade extendia-se até 2019, mas depois de ter falado com a direção, decidiram que esta era a melhor altura para o treinador deixar o Arsenal.

“Estive à frente do clube com total comprometimento e integridade. Quero agradecer à equipa, aos jogadores, aos diretores e aos adeptos que tornam este clube tão especial. Peço aos adeptos que apoiem a equipa para terminar em alta. A todos os amantes do Arsenal, cuidem dos valores do clube. O meu amor e apoio para sempre”, refere o comunicado.