Cultura

Sem ideias para o fim de semana? Fique com as nossas sugestões

Saiba o que fazer este fim de semana

DR  

Hoje

I Congresso dos Seres Imaginários

Este “congresso” que terá lugar de 20 a 23 de abril na Praça Miguel Bombarda e na Casa do Povo de Paderne (Albufeira) inspira-se no “Livro dos Seres Imaginários” de Jorge Luís Borges, publicado em 1957, e adota a figura do Grifo como o seu símbolo, como se fosse o renascimento de uma avezinha, não como fénix, mas como um ser que já entrou no domínio do imaginário e que, por isso, passou a ter patas de leão. A par de uma Feira do Livro usado, feita em parceria com o Município de Albufeira, há também um concurso: pretende-se que os visitantes apareçam vestidos como se fossem Sherlock Holmes, Harry Potter, Branca de Neve, Batman, Miss Marple ou qualquer outra personagem literária de que gostem. No final haverá prémios para os mais fiéis a estes seres imaginários. 

7 Pecados Mortais | O Quarto Mandamento, de Orson Welles

Estes filmes estão integrados no Ciclo Hieronymus Bosch e vão ser exibidos no CCB (Lisboa) às 21h. Tendo por referência a obra de Bosch, a programação tematiza o legado perturbante e enigmático de um dos maiores pintores do séc. xv, procurando declinar alguns aspetos e leituras suscitadas pela sua obra, que tem apaixonado inúmeros pintores, historiadores de arte e artistas em geral.

Sábado

Primeiras Descobertas - O Museu É Uma Casa?

Que formas, cores e objetos têm as casas? Identificar os componentes e objetos da casa, os seus habitantes, os seus espaços e, partindo da casa de cada um, descobrir semelhanças e diferenças em relação a outras casas é a proposta desta oficina. Trata-se de uma proposta do Museu do Oriente, começando pelas 11h30 e dirigida a crianças dos três aos cinco anos, acompanhadas por adulto. O bilhete tem um custo de 4€ por pessoa.

Dias da Música em Belém 2018 | Castigos, Culpas e Graças Divinas

Os Dias da Música em Belém deste ano inspiram-se no mundo perturbante e fantástico das pinturas de Hieronymus Bosch. Partem da observação das obras do mestre flamengo e ramificam num sem-número de relações que vão desde o universo de Dante até ao mito de Fausto. Uma pluralidade de leituras que serão materializadas num festival que se apresenta em forma de tríptico, fórmula tão querida a Bosch. Arranca hoje com o Festival Jovem, dedicado aos melhores grupos jovens, no CCB, em Lisboa, a partir do meio-dia. Este festival em forma de tríptico a partir de Bosch irá prolongar-se pelos dias 26, 27, 28 e 29 de abril.

Domingo

Zeca Afonso, Sabes quem é? | Bairro Alentejano 

Neste workshop descobre-se Zeca Afonso a partir de um livro ilustrado da canção “O Homem da Gaita”, editado pela Associação Zeca Afonso. O público representa a música a partir de um conjunto de exercícios de expressão dramática e musical. Os instrumentos Orff irão ajudar a dar corpo à canção, acompanhada e apreendida pelos participantes. E… (quase) sem querer, aprende-se música. Na C. M. de Palmela, a partir das 15h30.

Raul, Um Espetáculo de Homenagem a Solnado

“Raul” é um espetáculo de homenagem a Raul Solnado que revisita os seus monólogos mais hilariantes pela voz de Telmo Ramalho. Textos como “É do Inimigo?” e “A Guerra de 1908” ou músicas como o “Malmequer” ou o “Timpanas” são reinterpretados por este seu antigo aluno, num tributo ao seu professor e amigo. 

Um espetáculo com humor e muita saudade em que Telmo Ramalho evoca a memória do seu mestre contando como encontrou em Raul Solnado a vontade, a força e a inspiração para ser ator. Tudo isto com um sorriso e muitas gargalhadas, ou não estivéssemos a relembrar quem sempre nos pediu: façam o favor de ser felizes. Às 16h30, no Teatro Sá da Bandeira, no Porto.