Economia

Combustíveis. Preços disparam mas saiba como contornar aumentos

Recorrer aos postos low-cost, optar por combustíveis simples, usar e abusar de cartões de desconto são alguns dos truques usados pelos condutores portugueses

Os preços dos combustíveis voltaram a subir a partir esta segunda-feira. Trata-se do quinto aumento consecutivo com os valores a atingirem máximos de mais de dois meses. Com os aumentos previstos a rondar o meio cêntimo, o preço médio do gasóleo passará a custar 1,307 euros por litro, um máximo desde fevereiro, enquanto a gasolina deverá aumentar para 1,519 euros por litro, o mais alto desde janeiro.

E os dados não são animadores. O último relatório de Bruxelas mostra que, depois de impostos, o preço médio da gasolina 95 praticado em Portugal é o quinto mais caro em toda a UE. Já o gasóleo ocupa a 10ª posição entre os países do espaço comunitário. Os mesmos dados mostram que a fiscalidade é o fator que mais pesa nos preços dos combustíveis em Portugal.

Fique com alguns truques que o vão ajudar a poupar nos combustíveis:

Comparar preços

• Esteja atento às ofertas disponíveis. O preço hoje poderá não ser o de amanhã e talvez o posto ao lado pratique valores diferentes. Existem sites que permitem fazer a comparação

Ateste o depósito

• Poupa não só tempo como dinheiro. Com as deslocações extra vai acabar por gastar mais dinheiro. De preferência abasteça nos períodos mais frescos do dia porque a gasolina está mais densa, logo compra mais por menos

Conduza devagar

• Conduzir a altas velocidades significa gastar mais combustível. Se o veículo tiver cruise control use-o em autoestrada porque a condução automática é mais económica

Tenha a manutenção em dia

• O veículo com a manutenção em dia terá uma performance mais eficaz com consumos menores. Além disso, não se esqueça de verificar a pressão dos pneus, o óleo, os filtros de ar, o alinhamento da direção, etc.

Estacione à sombra

• Prefira locais com sombra. Estacionar ao sol favorece a evaporação do combustível

Estude as rotas

• Utilize o computador de bordo (ou o método tradicional de anotar os quilómetros depois de atestar o depósito) para medir consumos e escolher os percursos mais económicos. No entanto, evite estradas não alcatroadas ou de difícil acesso, pois vias em mau estado podem aumentar o consumo de combustível até 30%