Internacional

Michel Temer diz ser “vítima de perseguição”

O Presidente brasileiro disse estar a ser vítima de "perseguição disfarçada de investigação" no seguimento da informação que a polícia encontrou indícios de corrupção.

No seguimento de uma reportagem divulgada pelo jornal brasileiro Folha de S. Paulo, onde refere que uma investigação da Polícia Federal encontrou indícios de que Temer teria usado dinheiro de suborno para reformar imóveis e ocultado bens, o Presidente brasileiro Michel Temer disse que os supostos indícios são "mentiras".

"Apenas uma pessoa irresponsável, uma pessoa mal-intencionada ousaria tentar incriminar minha família, meu filho de 9 anos, como branqueadores de dinheiro", disse Temer aos jornalistas.

No mesmo encontro com os jornalistas, Michel Temer disse que vai “sugerir ao ministro [Raul] Jungmann que apure internamente como se dão esses vazamentos irresponsáveis, porque não é a imprensa que vai lá, de forma digamos escondida, para examinar os autos [das investigações]. Os dados são fornecidos”.

Recorde-se que Temer está a ser investigado pelo pagamento de um suborno para a edição de um decreto que terá favorecido empresas portuárias.