Sociedade

Unidade coronária do Hospital de Faro encerrada devido ao piolho do pombo

“Durante as limpezas diárias de ontem foi detetada a presença de piolho de pombo, proveniente do exterior, no internamento da unidade coronária, pelo que se decidiu encerrar a unidade para proceder imediatamente ao processo de desinfestação e limpeza necessárias”

A unidade coronária do Hospital de Faro foi encerrada, no sábado, devido à presença do piolho do pombo.

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) confirmou à Lusa a existência de piolhos “proveniente do exterior”, sendo necessário deslocar os utentes para outra zona do esdifício hospitalar.

“Durante as limpezas diárias de ontem foi detetada a presença de piolho de pombo, proveniente do exterior, no internamento da unidade coronária, pelo que se decidiu encerrar a unidade para proceder imediatamente ao processo de desinfestação e limpeza necessárias”, referiu o centro à Lusa.

“Não foi posta em causa, em nenhum momento, a saúde ou a segurança” dos utentes, assegurou o CHUA.

Até ao momento não se sabe até quando a unidade continuará fechada, mas o CHUA adiantou que esta será reaberta assim que “terminem os trabalhos de limpeza”.

“A existência de um grande número de pombos na cidade de Faro, nomeadamente nas imediações da Unidade Hospitalar”, é apontada pelo CHUA como a origem da presença dos piolhos dentro da unidade, acrescentando que esta “é uma situação que o Centro Hospitalar vem a tentar resolver, nos últimos anos, junto do município e da autoridade de Saúde por forma a evitar que situações como esta ocorram”.