Sociedade

Fizz. Juiz Ivo Rosa não será ouvido como testemunha

Juizes consideram que por ter tido intervenção no processo está impedido de ser testemunha

O tribunal decidiu dispensar o juiz de instrução criminal Ivo Rosa, que vinha depor hoje enquanto testemunha no caso Fizz. O coletivo de juízes considerou que o  magistrado estava impedido de o fazer, dado que tinha tido intervenção neste processo, nomeadamente tendo participado em algumas diligências de buscas.

Nos últimos dias, os juízes tinham tido uma posição idêntica ao dispensarem o procurador do Departamento Central de Investigação e Ação Penal Rosário Teixeira pelos mesmos motivos.

O caso

Na Operação Fizz estão em causa crimes de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal. Orlando Figueira, antigo procurador do DCIAP, é suspeito de receber luvas de 760 mil euros de Manuel Vicente para arquivar inquéritos que o visavam. 

Os arguidos Paulo Blanco e Armindo Pires, homem de confiança de Vicente, são, segundo o MP, os intermediários do esquema.